Qualificação e Registo

 

1. Enquadramento

Pretende-se qualificar e registar a Marmelada Branca de Odivelas, assumindo esta intenção um elemento de extrema importância no reforço da identidade do Concelho de Odivelas. A promoção dos produtos regionais é uma das operações que integra o Programa de Acção de “Reabilitação do Centro Histórico de Odivelas projecto aprovado pelo PORLisboa, no dia 22 de Junho de 2009, e ao qual foi atribuído um co-financiamento FEDER de 50% das despesas elegíveis.

 

2. Lançamento

No dia 12 de Maio de 2010, realizou-se uma sessão pública para sensibilizar e mobilizar os agentes económicos locais e o público em geral, para a temática da qualificação e registo da Marmelada Branca de Odivelas.

 

3. Criação do logótipo

A imagem de marca da Marmelada Branca de Odivelas inspira-se nas janelas góticas do Mosteiro de São Dinis e São Bernardo de Odivelas; foi este o mote para os traços que serviram de base à construção do logótipo da Marmelada Branca, produzida durante séculos no Mosteiro.

 

4. Registo da marca

No dia 12 de Maio de 2010, efectuou-se um pedido de registo de marca colectiva de associação, no INPI, para o nome Marmelada Branca de Odivelas, tendo o mesmo sido concedido no dia 13 de Setembro de 2010.

 

5. Criação da Secção de Produtores

No dia 9 de Junho de 2010, foi criada a Secção de Produtores de Marmelada Branca de Odivelas, integrada na AECSCLO; funcionando como Agrupamento de Produtores, passou a liderar o processo.

 

6. Protocolo de colaboração

No dia 6 de Julho de 2010, o Município de Odivelas estabeleceu um protocolo de colaboração com a AECSCLO, em que os principais propósitos são: proteger o nome Marmelada Branca de Odivelas contra imitações, utilizações indevidas e exploração da reputação; apoiar o consumidor, fornecendo-lhe informação fidedigna e divulgar o Concelho de Odivelas, enquanto local de produção.

 

7. Registo de Indicação Geográfica

No passado dia 22 de Dezembro, foi entregue o pedido de qualificação de Odivelas como Indicação Geográfica Protegida para o produto Marmelada Branca. Este processo encontra-se agora em análise pela Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo.